• Maria Militão

Por que o idoso está mais suscetível a quedas?


Durante o processo de envelhecimento fisiológico, modificações como perda de massa

e redução da resistência e da função muscular, rigidez articular e redução da amplitude de movimento, alterações na marcha e no equilíbrio podem comprometer significativamente a mobilidade física da pessoa idosa, predispondo a quedas, dores e incapacidade funcional.

O envelhecimento vem acompanhado de uma série de efeitos nos diferentes sistemas do organismo que, de certa forma, diminuem a aptidão e a performance física.

O Ministério da Saúde estima que uma a cada três pessoas acima de 65 anos tenha sofrido uma queda, este dado é preocupante, pois após a queda o idoso fica mais propenso à dependência e institucionalização.

Quando o idoso sofre uma queda é necessária uma bateria de exames para avaliação das condições clínicas, é muito comum fraturas de coxa e de ombros, traumas após o choque da cabeça ou das costas, além de acometimentos psicológicos, pois o idoso perde a confiança de realizar suas atividades.

A melhor forma de combater esse mal é a prevenção, a educação desses idosos e dos cuidadores é necessária para que aja aumento da qualidade de vida, diminuição de custos para o sistema de saúde e para os familiares.

REFERÊNCIAS


MINISTÉRIO DA SAÚDE. Quedas em idosos. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/184queda_idosos.html.&gt;

1 visualização0 comentário