Buscar
  • Rodrigo Moreira

Pilates na qualidade de vida do Idoso

por Cintia Tribst | Instrutora KSP


Cada dia mais tem se falado sobre buscarmos a qualidade de vida, um assunto bastante complexo que abrange diversas áreas da saúde e que a cada ano ganha mais destaque na mídia, levando a cada ser humano refletir sobre a sua vida e seus objetivos para um bem-estar físico, social e emocional equilibrados.

Com os avanços da medicina, das novas tecnologias, de profissionais qualificados, estamos vivendo mais e o idoso requer mais autonomia, independência, segurança, conforto e políticas sociais voltadas aos seus direitos para obter essa qualidade de vida.

O Pilates como um método de condicionamento físico, mental e espiritual tem um papel importante para os idosos que buscam essa qualidade de vida, pois através de diversos estímulos musculares, neurais, proprioceptivos, sensitivos, vestibulares, auditivos e visuais faz com que a cada aula que o idoso realize aumente ou melhore sua autonomia e auto estima, fatores fundamentais para a sua independência.

Sabe-se que o envelhecimento é um processo dinâmico e progressivo que ocorre por alterações morfológicas, fisiológicas, bioquímicas e psicológicas, ou seja, desde que nascemos nosso corpo inicia esse ciclo, basta aceitarmos e corrermos ao encontro de ferramentas que nos propiciem uma melhor senescência.

Dentre essas alterações vamos abordar de maneira resumida o que de fato ocorre nos principais sistemas do nosso corpo e como o Pilates atua de maneira benéfica.

Sistema nervoso central: diminui o volume e o peso do cérebro, ocorrendo morte de neurônios, quantidade de neurotransmissores diminuem, consequentemente memória e raciocínio diminuem também, resposta motoras e sensitivas diminuem, além de dificuldade para dormir, insônia e interrupção do sono.

O primeiro princípio do Pilates é a concentração que atua aumentando a atividade neural, através do ganho de propriocepção corporal, de perceber o seu corpo no espaço, além de movimentos corporais que associado com a respiração, oxigena todo corpo fornecendo nutrientes importantes para uma melhora das funções mentais e conexões neurais.

Sistema respiratório: diminui a mobilidade da caixa torácica, diminui superfícies dos alvéolos pulmonares ocorrendo um retardo na troca gasosa e ventilação pulmonar no repouso. A respiração, outro princípio do método pilates é o tempo todo recrutada nas aulas, de maneira que o aluno ganhe essa consciência do movimento das costelas e do diafragma para uma melhor ação do nosso centro de força, aumentando assim a sua capacidade respiratória e se conectando consigo mesmo.

Sistema Cardiovascular: aumenta a pressão arterial, volume e peso do coração aumentam, aumenta tecido colágeno e diminui a elastina, aumenta depósito de cálcio causando perda da elasticidade dos vasos sanguíneos que ocasionam enrijecimento. Apesar de todas essas alterações cardíacas e vasculares é considerada clinicamente normal, por manter valores de normalidade. O pilates através dos movimentos corporais aumenta a circulação e o retorno venoso melhorando o inchaço nas pernas e trabalhando a musculatura cardíaca que bombeia mais sangue para o corpo.

Sistema músculo esquelético: o idoso perde massa muscular pela diminuição no peso muscular e de suas estruturas, tendo uma menor qualidade na contração muscular, menor força, menor coordenação dos movimentos e maior risco de queda. Nas aulas de pilates utilizamos, além do peso corporal, as molas que tem como objetivo auxiliar ou resistir ao movimento almejado, estimulando as fibras musculares a terem maior resistência e ganho de força, não somente das musculaturas superficiais, mas também das mais profundas, as quais, ajudam a estabilizar todo o corpo para uma melhor postura levando a um corpo mais forte e saudável e o mais importante, evitar a queda, uma das maiores causas de mortalidade no idoso.

Diversos estudos e artigos científicos abordam o pilates como peça fundamental para uma melhor qualidade de vida ao idoso melhorando sua função cardiorrespiratória, ganho de força muscular, equilíbrio, melhora da postura, do sono, melhor controlo dos movimentos corporais, além de aumento da autoestima, disposição e vitalidade.

Todos esses resultados positivos que o Pilates proporciona ao idoso é sentido tanto pelo professor como pelo aluno nas nossas aulas, trazendo a ele um novo olhar a sua vida, de criar novos projetos, conquistar novos horizontes e a valorização da velhice como uma fase da vida que todos almejam chegar, dispostos, felizes e com uma boa saúde física, mental e espiritual.

Joseph Pilates cita em uma de suas frases mais famosas, ''Se você tem 30 anos, está fora de forma e sua coluna é inflexível, você é velho. Se você tem 60 anos, está em forma e sua coluna e flexível, então você é jovem”. Através dessa frase ele mostra que a jovialidade independe da nossa idade cronológica e sim de como cuidamos e tratamos de nós mesmos ao longo da nossa vida.

Sempre dá tempo de nos cuidarmos e de alguém cuidar de nós!!!!

Se você tem mais de 60 anos e nunca fez pilates, marque uma aula experimental e venha conhecer esse método tão importante e benéfico para seu bem-estar e qualidade de vida.

0 visualização
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • insta

Todos os direitos reservados ao Körper Studio® Pilates | 2018

Empresa Parceira |