Buscar
  • Rodrigo Moreira

Mudança de hábitos. Por que é difícil mudar?

Por Eliana Chaves | Instrutora KSP

Primeiro vamos entender um pouco sobre as etapas: hábitos são gerados por comportamentos automáticos que se repetem sem gastar energia. Mantemos hábitos porque geram recompensa e quanto mais prazerosa, mais leva à repetição do comportamento. E antes que esses comportamentos aconteçam existe um gatilho, isto é, algo que nos leva ao comportamento, ao hábito.

Resumindo:

Gatilho → Comportamento → Recompensa

Nosso cérebro automatiza rotinas para economizar energia e manter nossa sobrevivência! Nossos neurônios ficam ligados pelo hábito e assim há menos gasto energético. As repetições de um hábito trazem conforto e segurança porque são caminhos conhecidos pelos neurônios.

Quando decidimos mudar algum hábito, seja ele qual for, não acontece de uma hora para outra. É um processo. É um desafio. É um novo caminho que precisa ser trilhado várias vezes, para ficar marcado, registrado no cérebro inconscientemente. O cérebro cria um padrão de comportamento e repete automaticamente.

Aprendemos e tomamos decisões inconscientemente sem necessariamente lembrar dos acontecimentos que nos levam à esse aprendizado ou decisão.

Um comportamento novo precisa ser repetido várias vezes para que as conexões neurais sejam feitas.

É necessário usar estratégias que facilitem o novo hábito e dificultar o velho hábito (o que você deseja mudar). Criar o novo e dificultar o velho é uma dica. Planejamento e organização ajudam.

Lembre-se que o velho está lá pronto e o cérebro escolhe o mais fácil. Então é preciso persistir para criar o novo caminho.

Pode ser difícil, recaídas acontecem. O importante é voltar a tentar novas estratégias, visando a recompensa que o novo hábito proporcionará. Não se culpe e não crie frases do tipo: “não consigo”. Tente outra vez.

O livro “O poder do hábito” (Charles Duhigg), fala como identificar o gatilho que leva ao comportamento que gera a recompensa. É preciso identificar o gatilho.

Para iniciar o processo de mudança de hábitos:

  1. Identifique sua rotina e o que realmente deseja mudar;

  2. Pense nas novas recompensas que serão geradas pelo novo hábito;

  3. Fique atento ao gatilho (Onde ocorre? Quando? Com quem você está quando ocorre o gatilho? Quais sentimentos percebe quando dispara o gatilho?)

  4. Crie um plano para neutralizar o gatilho, planeje uma nova rotina e colha novas recompensas.

Um exemplo:

"Quero fazer exercícios físicos logo cedo, mas sempre me atraso ou acabo nem fazendo" Planeje na noite anterior e deixe tudo preparado: roupas e tênis separados, água, e tudo que é necessário para você se exercitar. Se você acorda com despertador, evite deixá-lo muito próximo de você. Deixe-o a uma distância que você precise levantar pra desligar evitando a soneca de mais 5 min.

Notaram no exemplo o que foi facilitado e o que foi dificultado?

Deixar tudo pronto com antecedência ajuda a criar o novo hábito.

Levantar pra desligar o despertador dificulta o velho hábito.

E qual recompensa esse novo hábito trará? Vai melhorar sua qualidade de vida? Vai trazer bem-estar? Vai ajudar a perder peso?

Bons hábitos impactam positivamente em nossa vida.

Novos hábitos levam tempo para se tornarem automáticos, precisam do primeiro passo, precisam de repetições, muitas repetições.

É dando o primeiro passo que percorremos quilômetros! Tem alguma coisa que quer mudar? Bora?!

121 visualizações
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • insta

Todos os direitos reservados ao Körper Studio® Pilates | 2018

Empresa Parceira |