Buscar
  • Rodrigo Moreira

Histórias de vida que nos inspiram

por Cintia Tribst - Instrutora KSP


Trabalhar com o Método pilates me proporciona encontros com pessoas muito especiais, de uma riqueza ímpar de valores pessoais e profissionais o que me faz a cada dia agradecer a Deus por fazer o que amo e partilhar esses momentos.

O encontro com esse casal tão amoroso, Sr Gilberto e Sr Vega me transportou a situações nunca imaginadas.

Como dar uma aula de pilates para um deficiente visual? Nas primeiras aulas com este casal, conversei com eles e fiquei sabendo um pouco do início do diagnóstico e com a permissão deles resolvi de maneira sucinta descrever como tudo aconteceu e como professora de pilates, os desafios que eu iria enfrentar.

Gilberto, quando tinha 7 anos percebeu num jogo de futebol que não conseguia ver a direção da bola nas jogadas, isso acendeu um alerta e seus pais resolveram procurar ajuda médica pois a sua visão periférica estava deficitária, foi quando com 15 anos, segundo ele me relatou, que recebeu o diagnóstico de Retinose Pigmentar. A partir daí sua visão começou a diminuir a cada ano, até que com seus 25 anos já não enxergava mais nada. Gilberto fez faculdade de direito, formou-se, fez curso de braile para ter mais recursos de aprendizado e autonomia e entrou num curso de locomoção para cegos na fundação Dorina, onde lá conheceu sua esposa Vega, e tiveram uma linda história de amor, um casamento de 50 anos com 3 filhas e netos.

Eles vieram para o Studio por meio de sua filha com intuito de iniciar pilates já que estavam há uns bons anos sedentários. Confesso que bateu uma certa insegurança pois mesmo sendo fisioterapeuta e formada há 11 anos, acostumada a cuidar das pessoas e do movimento corporal me senti um pouco perdida, mas nada como ver a leveza desse casal e a certeza de que tudo na vida nos leva para o aprendizado e para novas experiências. Embarquei junto com eles nas aulas, utilizando muito a fala precisa com a descrição minuciosa de cada movimento, fazendo muitas associações do movimento com situações do cotidiano, o toque no momento adequado para maior consciência corporal, enfim foram muitas aulas despertando o que fazer e como fazer cada exercício de uma maneira que o Gilberto me entendesse e fizesse o movimento mais fluido possível. E deu tão certo, que tanto ele como a esposa Vega se renderam ao pilates e já sentiram melhora na sua qualidade de vida. A cada aula aprendo muito com eles, Gilberto e Vega enriquecem minha aula em todos os sentidos possíveis, de ternura, sabedoria, de ser mais humana e mais apaixonada pela minha profissão.

Só tenho a agradecer por eles terem aceitado o convite de falar sobre suas vidas neste pequeno relato e mostrar a todos que apesar das nossas ''deficiências'', dificuldades e desafios que ocorrem nas nossas vidas, não devemos nunca perder a fé e o amor.

Com o ano novo começando sugiro a todos refletir sobre nossas escolhas diárias para transformar o mundo em um lugar melhor e pensar o que fazer e como fazer para nos sentirmos mais felizes e dispostos a ajudar o nosso próximo.

Até breve e Feliz 2019.



0 visualização
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • insta

Todos os direitos reservados ao Körper Studio® Pilates | 2018

Empresa Parceira |