Buscar
  • Rodrigo Moreira

A importância dos pés e tornozelos nas nossas vidas

Por Cíntia Tribst – instrutora KSP

Nas aulas de pilates, cada vez mais escuto perguntas dos alunos sobre o porquê de realizar alguns movimentos para os pés e tornozelos. Para tirar essas dúvidas, não somente dos alunos, mas também de todos que se interessam por Pilates e pela saúde, resolvi falar um pouco sobre essa parte do corpo humano, que algumas pessoas não dão a devida importância.

O tornozelo, o pé e os dedos do pé são formados por 34 articulações que por meio de ligamentos, ossos, músculos, são recrutados no nosso caminhar de maneira flexível para diferentes tipos de solo e até para uma estrutura mais rígida com descarga de peso equilibrada.

Sabemos que as forças articulares no tornozelo chegam a ser 4,5 vezes o peso corporal ao caminhar, por isso a importância de estarmos com o peso ideal para não sobrecarregar ainda mais essa articulação e de um calçado confortável. Médicos ortopedistas orientam usar no dia a dia sapatos com solado de 2cm evitando o aumento da pressão nos pés, e até alterações das curvaturas da coluna gerando dor e má postura.

O pé e o tornozelo no Método pilates são trabalhados em diversos equipamentos e acessórios com o objetivo de ganhar mobilidade articular, alinhamento, aliviar as dores e melhorar a pisada resultando na melhora postural.

Sabemos que a medida que envelhecemos nosso pé tende a ficar plano (diminui o arco longitudinal dos pés), causando um maior risco de queda, pois acabamos rastejando os pés ao invés de fazer um movimento de dorsiflexao e flexão plantar efetivos para uma melhor marcha e melhor postura.

Nas aulas de pilates o profissional consegue identificar qual tipo de pé o aluno tem: plano, cavo ou normal. Como falamos anteriormente o pé plano diminui o arco dos pés, o cavo já tem um aumento do arco plantar e o normal não tem alterações, seria o pé ideal. Porém no mundo de hoje com uma vida cheia de afazeres, excesso de peso, sapatos apertados ou muito altos, sem ventilação, muito tempo trabalhando sentado e numa má postura a saúde dos nossos pés e tornozelos ficam comprometidas, aparecendo pequenas alterações de pisadas (supinada- desgasta parte externa do calçado, pronada desgasta a parte interna calçado e a neutra o desgaste e uniforme). A desestruturação do pé pode decorrer também de alterações nos joelhos, quadris e até coluna, sendo importante procurar um médico para avaliação, caso sinta dor e ela persistir.

Dentre os principais exercícios que fazemos nas aulas, gostaria de destacar o Footwork, criado por Joseph Pilates, como o próprio nome diz é um trabalho de pés, o qual mobiliza-se os metatarsos, arco plantar, calcanhar e tendões, além de ter uma ação de reflexologia que corresponde a diversas partes do corpo, atuando de maneira sistêmica. Sabe-se que o metatarso corresponde ao coração e pulmão, o arco plantar corresponde ao estômago, o calcanhar corresponde a região pélvica, portanto nota-se a importância desse exercício para a saúde integral do corpo.

O Método Pilates tem como objetivo manter os pés e tornozelos saudáveis, ajudando a distribuir a energia corporal de maneira eficiente, visando o alinhamento, o amortecimento, o aumento da circulação sanguínea, movimentos e forças equilibradas para ganhar estabilidade e eficiência na articulação, proporcionando ao aluno um caminhar mais suave, mais vivo e conectado com tudo que o cerca, levando-o a caminhos jamais almejados.

Se você quer saber mais sobre o método e seus benefícios para os seus pés e tornozelos venha marcar uma aula experimental e descobrir essa nova experiência.



456 visualizações
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • insta

Todos os direitos reservados ao Körper Studio® Pilates | 2018

Empresa Parceira |